sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Se Procuras o Melhor



A paciência vive na base de todas as boas obras.

Acalentarás sublime ideal; 
contudo, se não tens paciência de realizá-lo...

Sonhas cumprir elevada missão;
mas, se não tens paciência de sofrê-la...

Levantarás preciosa instituição;
contudo, se não tens paciência de sustentá-la...

Queres a felicidade no lar; 
mas, se não tens paciência de construí-la...

Planejas belo futuro para teu filho, contudo, se não tens paciência de educá-lo...

Aspiras a determinada profissão; 
mas, se não tens paciência de aprendê-la...

Sem paciência, os mais altos projetos resultam em frustração.

Observa o pomicultor que deseja fruto na árvore.

Primeiro, a paciência de preparar a gleba. 

Em seguida, a paciência de plantar, de cultivar, de defender, 
de auxiliar e de esperar a colheita madura.

O tempo não respeita as edificações que não ajudou a fazer.

Se procuras o melhor, não desprezes a paciência de trabalhar para que o
melhor te encontre e ilumine.

Em todo caminho, sem paciência perfeita, não há possibilidade de perfeição.
===========
Emmanuel 
Francisco Cândido Xavier





quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Medita


Não vale revidar a ofensa recebida.

Ressentir-se é tornar as sombras do agressor.

Vingar-se propriamente, é cortar-se em si mesmo.

Se alguém te insulta ou fere, perdoa, esquece e passa.

Ninguém apaga um mal, criando um mal maior.

Ora, serve e caminha.

Deus tudo sabe e vê.

********************

Emmanuel
Chico Xavier






*******************************************************************************
MENSAGEM DO E.S.E.

Motivos de resignação (I)

Por estas palavras: Bem-aventurados os aflitos, pois que serão consolados, Jesus aponta a compensação que hão de ter os que sofrem e a resignação que leva o padecente a bendizer do sofrimento, como prelúdio da cura.
Também podem essas palavras ser traduzidas assim: Deveis considerar-vos felizes por sofrerdes, visto que as dores deste mundo são o pagamento da dívida que as vossas passadas faltas vos fizeram contrair; suportadas pacientemente na Terra, essas dores vos poupam séculos de sofrimentos na vida futura. Deveis, pois, sentir-vos felizes por reduzir Deus a vossa dívida, permitindo que a saldeis agora, o que vos garantirá a tranquilidade no porvir.
O homem que sofre assemelha-se a um devedor de avultada soma, a quem o credor diz: “Se me pagares hoje mesmo a centésima parte do teu débito, quitar-te-ei do restante e ficarás livre; se o não fizeres, atormentar-te-ei, até que pagues a última parcela.” Não se sentiria feliz o devedor por suportar toda espécie de privações para se libertar, pagando apenas a centésima parte do que deve? Em vez de se queixar do seu credor, não lhe ficará agradecido?
Tal o sentido das palavras: “Bem-aventurados os aflitos, pois que serão consolados.” São ditosos, porque se quitam e porque, depois de se haverem quitado, estarão livres. Se, porém, o homem, ao quitar-se de um lado, endivida-se de outro, jamais poderá alcançar a sua libertação. Ora, cada nova falta aumenta a dívida, porquanto nenhuma há, qualquer que ela seja, que não acarrete forçosa e inevitavelmente uma punição. Se não for hoje, será amanhã; se não for na vida atual, será noutra. Entre essas faltas, cumpre se coloque na primeira fiada a carência de submissão à vontade de Deus. Logo, se murmurarmos nas aflições, se não as aceitarmos com resignação e como algo que devemos ter merecido, se acusarmos a Deus de ser injusto, nova dívida contraímos, que nos faz perder o fruto que devíamos colher do sofrimento. É por isso que teremos de recomeçar, absolutamente como se, a um credor que nos atormente, pagássemos uma cota e a tomássemos de novo por empréstimo.
 
(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. V, item 12.)
*************************************************************************************

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Treinamento para o Perdão


A fim de colimares a excelência do perdão aos que te ofendem, mister te adestres mediante antecipados critérios e exercícios contínuos.
*
Habitua-te a iniciar o dia com a mente ligada ao Senhor, através dos fios invisíveis e poderosos da oração.
*
Não te descuides de ler uma página mensageira de otimismo, capaz de produzir júbilo no teu mundo íntimo.
*
Reprime as observações menos dignas, as apreciações fúteis, as referências deprimentes e maliciosas.
*
Estimula a conversação edificante e quando não possas fazê-lo, reserva-te silêncio discreto, propiciatório a reflexões salutares.
*
Todo labor para alcançar êxito impõe a necessidade de uma técnica própria, de uma diretriz segura.
*
Indispensável exercitar-te mentalmente para o cometimento do perdão, a que estás chamado a cada instante.
*
Treina, então, a paciência, disciplinando a vontade e aprimorando a indulgência.
*
Não te permitas autocomiseração ou personalismo prejudicial.
*
Cada ser é o que constrói interiormente.
*
A vida sempre devolve o que recebe.
Tem cuidado.
***********************
Joanna de Ângelis





terça-feira, 27 de janeiro de 2015

...E VIVERÁS


Estás extenuado...
Cansaço, dúvida, infortúnio são as expressões que enlutam os teus
lábios.
Desencorajado pelos companheiros que abusaram das fontes generosas da
tua confiança pura, não te animas a encetar novas atividades.
Sabes, porém, que o desânimo é implacável inquilino do domicílio
espiritual.
Entretanto, acreditas em abandono e não reages.
Não ignoras que a lâmina aguçada não é responsável pelos cortes que
produz...Mas entregas o instrumento da produção à ferrugem, sem o
necessário esforço de movimentá-lo em sentido edificante...
Sempre podes recomeçar, amigo.
Interioriza a busca da felicidade e descobre os tesouros de que podes
dispor em favor dos outros.
Teu cansaço é também o cansaço de muitos que te deixaram a sós...
Tua dúvida é o resultado da aflição dos que fugiram do teu círculo...
Teu infortúnio é a desesperação daqueles outros que soçobraram nas
ondas encrespadas do testemunho...
Não creias necessário te ausentares do lar para ajudar a renovação do
mundo.
Renova-te primeiro, onde vives.
Tens, no reduto em que moras e nas ruas por onde transitas, mil
oportunidades de aprimoramento.
Vibre o verbo nos teus lábios, escorra a luz em teus olhos,
movimente-se a força em tuas mãos, divida-se o amor em teu coração, e
distribuirás tesouros em favor dos que estão contigo.
Sem que o saibas, és pedagogo para outros aprendizes.
Há consideração em redor dos teus passos.
O carinho aguarda momento de falar-te.
A alegria não é tua adversária.
Vai àqueles que não podem vir a ti.
Esquece mágoas que não tem fundamento.
Quem fere propositadamente está doente da razão.
Quem mantém inimigos ignora as leis de trocas que sustêm a vida em a
Natureza.
Todos necessitamos de algo ou de alguém para galgar os degraus na via
de ascensão.
Espírito algum se libertará da Terra a caminho de um céu pessoal,
para gozo próprio.
Não esqueças de que o bem que se faz é o único trabalho que faz bem,
e esse serviço em favor dos outros é a caridade única em favor de nós
mesmos, que pode atingir o cerne da alma, libertando-a para o sacerdócio
do soerguimento do mundo.
Encerrando a entrevista com o sacerdote que procurava confundi-lo,
disse o Mestre, na Parábola do Samaritano: “Vai e faze o mesmo!”
Não abandones a oportunidade de ajudar, somente porque o cansaço, a
dúvida e o infortúnio teimam em adquirir existência real para dominarem
tua alma, estrangulando-a nos vigorosos tentáculos da aflição pessimista.
Vence todo o mal e viverás.
*****************************
Joanna de Ângelis 
 



 

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Mesmos direitos



Concede ao teu próximo os mesmos direitos e favores que esperas dele receber.

O egoísmo é doença que envenena a alma.

O amigo ao teu lado anela pelos espaços para viver, conforme ocorre contigo.

Lembra-te de não lhe interditar a oportunidade.

O que te está reservado, aprende a repartir.
**************
Joanna de Ângelis



terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Provocações


Não aceite provocações.Toma a iniciativa de encerrar qualquer discussão.

O que o diálogo fraterno não resolve, a discussão complica.

Não leves adiante o bate-boca.O silêncio e o tempo são os grandes aliados da Verdade.

Não pretendas impor-te a ninguém.

Consome-se muita energia em conversação inútil.

Se alguém te interpreta equivocadamente, não te expliques além do necessário.

Quem levemente abre a porta à invigilância termina por escancará-la.

Não entres na faixa dos que procuram tirar-te do sério.

Ao invés de descer ao nível do contendor, faze-o subir ao teu.
*******************************************
Irmão José






segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Eles não sabem




Não pares de trabalhar e servir porque essa ou aquela desilusão te amargou os sentimentos.

Os ingratos são portadores da moléstia da memória.

Os agressores carregam brasas no pensamento.

Os delinquentes são enfermos dos mais infelizes.

Quando semelhantes companheiros surgirem na vida, perdoa sempre.

Eles não sabem quantas nuvens de dor estão amontoando sobre a própria cabeça.
....................
Emmanuel
Chico Xavier









domingo, 18 de janeiro de 2015

Experimente Hoje



Agradecer a Deus os benefícios da vida e valorizar os recursos do próprio corpo.

Trabalhar e servir além do próprio dever, quanto lhe seja possível.

Observar, ainda mesmo por instantes, a beleza da paisagem que lhe emoldura a presença.

Nada reclamar.

Comentar unicamente os assuntos edificantes.

Refletir nas qualidades nobres de alguma pessoa com a qual os seus sentimentos ainda não se afinem.

Falar sem azedume e sem agressividade na voz.

Ler algum trecho construtivo.

Praticar, pelo menos, uma boa ação, sem contar isso a pessoa alguma.

Cultivar tolerância para com a liberdade dos outros sem atrapalhar a ninguém.

Atendamos diariamente a semelhante receita de atitude e, em breve tempo, realizaremos a conquista da paz.
***************************
André Luiz
Chico Xavier








sábado, 17 de janeiro de 2015

Tristeza Vazia


Tristeza vazia?
O trabalho te alegrará.
*
Depressões?
Serviço aos semelhantes te livrará da angústia.
*
Afeições que te abandonaram?
Segue adiante agindo no bem ao próximo
e acharás corações outros que te compartilhem os ideais.
*
Mágoas?
Fácil olvidá-las na atividade em que nos esqueçamos em benefício dos outros.
*
Inquietações?
Sejamos pontuais no melhor que possamos fazer e a vida, em nome de Deus, resolverá os problemas que nos cercam, muitas vezes, sem nossa interferência.
*
Erros alheios?
Reflitamos nos nossos e a paz nos abençoará o caminho.
********************************************************************
EMMANUEL
Chico Xavier












sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Pensar para agir



A irreflexão é responsável por danos e problemas que causam aflições desnecessárias.

a precipitação arroja os imprudentes a posições lamentáveis;

a agressividade conduz ao primitivismo, desligando os centros da razão e do equilíbrio;

a ira provoca incêndios morais devastadores;
o julgamento infeliz, decorrente da observação doentia, enfraquece esperanças;

o aturdimento fomenta distonias no corpo, na mente e na alma, por deficiência de exame sobre os fatos;

a calúnia devasta vidas nobres.

A reflexão deve constituir uma posição mental equilibrada perante a vida.

Não se agaste com os acontecimentos naturais da existência.

Não se apresse por encontrar soluções imediatas, mas insensatas, em face dos problemas que lhe testam a paciência e estimulam o crescimento espiritual.

Pense sempre antes de agir, seja em qual circunstância for.

********************
Marco Prisco