segunda-feira, 2 de março de 2015

Estuda sempre



Estuda sempre.

Incorpora às tuas atividades o hábito da boa leitura.

 Uma página por dia, um trecho nos intervalos do serviço, uma frase para meditação,
tornam-se o cimento forte da tua construção para o futuro.

O conhecimento é um bem que, por mais seja armazenado, jamais toma qualquer espaço.

Pelo contrário, faculta mais ampla facilidade para novas aquisições.

As boas leituras enriquecem a mente, acalmam o coração, estimulam ao progresso.

O homem que ignora, caminha às escuras.

Lê um pouco de cada vez, porém, fá-lo constantemente.
**********************
Joanna de Ângelis





domingo, 1 de março de 2015

O Caminho para a Paz Interior



Treine sua mente no pensamento forte, imparcial e gentil; 

treine seu coração na pureza e na compaixão; 

treine sua língua para o silêncio, a verdade e o discurso perfeito;

então você adentrará o caminho de santidade e paz, e finalmente perceberá o Amor imortal. 

Vivendo assim, sem procurar converter, você convencerá; 

sem argumentar, você ensinará;

nem almejar ambição, o sábio o descobrirá;

e sem lutar para ganhar as opiniões dos homens, você subjugará seus corações.

Pois o Amor tudo conquista, tudo pode, 
e os pensamentos, as ações e as palavras de Amor nunca perecem.
============================
William Walker Atkinson 





sábado, 28 de fevereiro de 2015

Pacificador


Torna-te pacificador.

Onde te encontres, estimula a paz e vive em paz. 

Os tumultos que aturdem os homens e as lutas que se travam em toda parte poderiam ser evitados, ou pelo menos contornados, se os homens mantivessem o espírito de boa vontade, uns para com os outros.

Uma ofensa silenciada, uma agressão desculpada, um golpe desviado, evitam conflitos que ardem em chamas de ódio. 

Confia na forma da não-violência e a paz enflorescerá o teu e o coração de quantos se acerquem de ti.
==============
Joanna de Ângelis






sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

S I M P A T I A



Compadece-te de quem se aproxima.
Não te encarceres nas aparências.

Há risadas que disfarçam soluços.

Muita veste custosa esconde feridas.

O legislador que te parece feliz muita vez gemerá em desespero silencioso.

O administrador que passa, indiferente, carrega na cabeça tão esfogueantes problemas que deixou de saudar-te.

O expositor de ensinamentos sublimes que se te afigura a cavaleiro das vicissitudes humanas caminhará, talvez, cada dia, atormentado de tentações.

O titulado que respira sob o apreço público, pela elevação cultural e profissional a que se guindou, em muitas ocasiões transporta consigo amargas experiências.

O comerciante que supões regalado, na mesa opípara, guarda provavelmente o estômago ulceroso, com extrema dificuldade para comer.

O artista que presumes campeão do prazer, porque trabalha sorrindo, quase sempre possui no coração um vaso de lágrimas.

A mulher que julgas vaidosa, porque anda adornada, em muitas circunstâncias chora por dentro, crucificada no martírio doméstico.

A pessoa que acreditas insensata, por revelar-se autoritária ou pretensiosa, na maioria das vezes é simples caso de obsessão.

A sociedade é filtro gigantesco do espírito. Cada consciência permanece no crivo que lhe é necessário.

Atende à fome do corpo, mas não desprezes a fome da alma.

Alivia aqueles que exibem chagas à mostra; no entanto, ampara também os que trazem chagas ocultas.

Toda criatura pede auxílio e entendimento.

E ninguém há que não seja digno de socorro e compreensão.

Cede, assim, aos outros a simpatia que advogas em favor de ti mesmo.

Todos sabemos que a Terra é ainda estação de lutas expiatórias, mas será de futuro o domicilio do Eterno Bem.

Contudo, estejamos certos de que o bem de todos começa sempre no esforço construtivo de cada um.
**********************************
Emmanuel
Francisco Cândido Xavier 




quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

O êxito reside perto de ti




Se erraste, corrige-te e prossegue agindo e servindo.

Recorda que outros erraram ante de ti e nem por isso se petrificaram em meio do caminho.

Se a crítica te focaliza, tolera-lhe os toques ferinos com paciência.

Quem te analisa agora, será analisado por outros depois.

A vida é renovação.

Não recalcitres com as mudanças que o tempo te impõe ao caminho.

Não percas o valor das horas com queixas desnecessárias.

Aceita os acontecimentos como são e segue para a frente.

Sobretudo, trabalha sempre, porque o êxito reside perto de ti na ação que desenvolves.

Não te voltes para a retaguarda.

Age para o bem e seja qual for a tua espécie de luta, conserva a certeza de que vencerás.
************************
Emmanuel
Chico Xavier




quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

IMUNIZAÇÃO ESPIRITUAL


Se te decides, efetivamente, a imunizar o coração contra as influências do mal, é necessário te convenças:

que todo minuto é chamamento de Deus à nossa melhoria e renovação;
que toda pessoa se reveste de importância particular em nosso caminho;
que o melhor processo de receber auxílio é auxiliar em favor de alguém;
que a paciência é o principal ingrediente na solução de qualquer problema;
que sem amor não há base firme nas construções espirituais;
que o tempo gasto em queixa é furtado ao trabalho;
que desprezar a simpatia dos outros, em nossa tarefa, é o mesmo que pretender semear um campo sem cogitar de lavrá-lo;
que não existem pessoas perversas e sim criaturas doentes a nos requisitarem amparo e compaixão;
que o ressentimento é sempre foco de enfermidade e desequilíbrio;
que ninguém sabe sem aprender e ninguém aprende sem estudar;

e que, em suma, não basta pedir aos Céus, através da oração, para que baixem à Terra, mas também cooperar, através do serviço ao próximo, para que a Terra se eleve igualmente para os Céus.
////////////////////////////////////
EMMANUEL
Chico Xavier




terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

EDIFICAÇÃO




Tudo o que é útil e tudo o que é nobre na Terra exige preparação.

*

Casa alguma se ergue sem que elemento a elemento se ajuste, na concretização do plano estabelecido.

*

Campo cultivado reclama operações sistemáticas de limpeza e adubação, amparo e plantio.

*

Roupa que veste passou por múltiplas fases de trabalho, desde a produção do fio singelo.

*

O pão mais simples não aparece, fora dos arranjos indispensáveis.

*

O livro para surgir, transmitindo informações e conhecimentos, roga gestação mental e esforço de composição, letra a letra.

*

A sinfonia, que aprimora as fontes da inspiração, requisita combinações e estudos diversos, para que os sons se harmonizem, nota por nota.

*

Certifiquemo-nos de que as probabilidades da mensagem sem fio vibravam na Terra antes de Marconi.

A gravitação era realidade, antes de Newton.

Todos os ingredientes, destinados ao progresso e à civilização, ao aperfeiçoamento e à proteção da vida física, jazem potencialmente, nos reservatórios da natureza.

O homem, porém, apenas desfruta aquilo que ele próprio analisou e construiu.

Assim, também no terreno do Espírito.

*

Todos os recursos, necessários à educação e à sublimação da individualidade, à criação intelectual e à revelação do plano extra-sensorial, estão contidos, em possibilidades virtuais, nas esferas do pensamento.

Ninguém espera milagres depois da morte.

Na Terra, ou além da Terra, cada pessoa somente dispõe, em si e fora de si, da cultura e do merecimento que edificou.
******************************
 Albino Teixeira
Chico Xavier





segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

A FAMÍLIA





A família consanguínea é lavoura de luz da alma, dentro da qual triunfam somente aqueles que se enriquecem de paciência, renúncia e boa vontade.

De quando a quando, o amor nos congrega, em pleno campo da vida, regenerando-nos a sementeira do destino.


*

Geralmente, não se reúnem a nós os companheiros que já demandaram a esfera superior aureolados por vencedores, e sim afeiçoados menos estimáveis de outras épocas, a fim de restaurarmos o tecido da fraternidade, indispensável ao agasalho de nossa alma, na jornada para frente.


*

Muitas vezes, na condição de pais e filhos, cônjuges ou parentes, não passamos de devedores em resgate de antigos compromissos.



*

Se for pai, não abandones teu filho aos processos evolutivos da natureza animal, qual se fora menos digno de atenção que a hortaliça de tua casa.

Os filhos são comparáveis a “tratos de terra espiritual” que devolverás, invariavelmente, à Espiritualidade na pauta da sementeira que lhes ofertes.

Se for filho, não desprezes teus pais, relegando-os ao esquecimento e subestimando-lhes os corações quando te parecem em desacordo com os teus ideais de elevação e nobreza, porque também, um dia, precisarás da alheia compreensão para que se te aperfeiçoe na individualidade a região agora menos burilada e menos atendida.

O companheiro mais idoso, em toda parte, é o espelho do teu próprio futuro.

*

Aprende a usar a bondade, em doses intensivas, ajustando-a ao entendimento e à vigilância, para que a experiência em família não se te desapareça no tempo, sem proveito para o grande caminho.

*

Quem não auxilia a alguns, não se acha habilitado ao socorro de muitos.

Quem não tolera o pequeno desgosto doméstico, sabendo sacrificar-se com espontaneidade e alegria, a benefício dos irmãos de tarefa ou de lar, debalde se erguerá por salvador de criaturas e situações que ele mesmo desconhece.

*

Cultiva o trabalho, o silêncio e a generosidade e conquistarás o respeito, sem o qual ninguém consegue ausentar-se do mundo em paz consigo mesmo.

*

Se não praticas o grupo familiar ou no esforço isolado a comunhão com Jesus, não te demores a buscar-lhe a vizinhança, a inspiração e a diretriz, no culto do Evangelho.

*

Não percas o tesouro das horas em reclamações improfícuas ou destrutivas.


*

Procura atender e auxiliar a todos em casa para que todos em casa te entendam e auxiliem na solução dos problemas do cotidiano.

*

O lar é o porto de onde a alma se retira para Além do Mundo e quem não transporta no coração o lastro da experiência cristã, dificilmente escapará de surpresas inquietantes e dolorosas.


*

Procura o Evangelho com todos ou sozinho.

Recorda que todo dia é dia de começar.

************************
Emmanuel 
Chico Xavier









domingo, 22 de fevereiro de 2015

Caminho dos rebeldes



Não há dúvidas de que a rebeldia só piora as coisas. Entre as definições da palavra está a teimosia. E é preciso não confundir as coisas: rebeldia é muito diferente de reação ativa ou construtiva. Teimosia é muito diferente de persistência ou perseverança.

O caminho dos rebeldes é áspero e prolongado. Viver e aprender com as experiências proporcionadas pela vida não é castigo. Antes é dádiva da própria vida que leva ao amadurecimento. Os que se rebelam, inconformados ou revoltados, apenas adiam os aprendizados e perdem a oportunidade de crescimento. E aí os caminhos se tornam mais ásperos, muito mais difíceis e, obviamente, muito mais longos e difíceis.

Do lado oposto, a resignação ativa, exatamente aquela que aceita a adversidade e busca raciocinar para encontrar caminhos de superação, amadurece, aprende e supera os obstáculos em caminhos que os rebeldes não conseguem enxergar.

A rebeldia da adolescência, contrapondo-se à experiência dos pais, ou o capricho cruel dos adultos diante de circunstâncias que bem poderiam ser vencidas com pequena dose de tolerância, indica bem o nível de maturidade do ser que vive a situação.

A sabedoria dos serenos, dos que já atingiram a harmonia interior, demonstra os degraus que se podem galgar quando nos munimos de boa vontade, aceitação e a determinação de vencer tais tendências que todos carregamos.

O mais interessante de todo esse processo é que muitas vezes, para não dizer em todas, a rebeldia surge mais para confrontarmos vontades diferentes das nossas do que simplesmente seguirmos o que desejamos. Enfrentados em pontos de vista que consideramos corretos e imutáveis, partimos para a rebeldia como forma de agressão. Com isso, sofremos e fazemos sofrer, adiando momentos que bem poderiam ser de harmonia e serenidade.

É muito mais longo e áspero o caminho humano quando optamos pela rebeldia ou pela não aceitação. Aceitar as adversidades, estudá-las para encontrar caminhos de superação – seja pelo diálogo ou por outro meio – é muito mais sábio que rebelar-se. Aliás, rebelar-se por rebelar-se não leva a lugar nenhum. Bom é quando nossa inconformação é pelo melhor, para mudar uma injustiça, quando lutamos por causas justas e dignas. Rebelar-se por capricho é infantil, demonstra imaturidade e só complica as circunstâncias.

No capítulo das separações conjugais, das sociedades desfeitas, nas amizades que se rompem, nos grupos que se separam, muitas vezes a causa principal está simplesmente na rebeldia do capricho que “não dá o braço a torcer”, nem cede um instante para que a paz e o entendimento se estabeleçam.

Qual a causa? Ah, a causa. Ela está no egoísmo que ainda nos caracteriza. Nossa luta maior, no entanto, não é com os outros. Não estamos numa concorrência. Nossa maior luta é conosco mesmo. É a luta de domínio dessas perniciosas tendências, é a luta pelo aprimoramento moral que nos fará muito mais felizes e serenos, sem rebeldia destrutiva...

Nossa pergunta diária, nossa vigilância de cada instante, deveria ser: o que posso melhorar em mim mesmo hoje? Qual ponto negativo devo combater agora? Quais pontos positivos posso reforçar? Estou ou sou rebelde, fazendo sofrer os outros, ou já consigo vencer minhas tendências egoísticas para que a paz se estabeleça ao meu redor?

São perguntas para respostas de foro íntimo. Cada um sabe de si...

********************************

Orson Peter Carrara











sábado, 21 de fevereiro de 2015

ABENÇOEMOS SEMPRE



Aquele que talvez consideres por inimigo unicamente porque te não pode satisfazer as reclamações será provavelmente uma criatura pressionada por exigências que nunca te abordaram as áreas de ação.

O companheiro que se te afigure viciado, em vista dos lábios infelizes a que se afeiçoa, até que se projetasse na sombra, terá sofrido tribulações para a travessia dos quais é possível não disponhas ainda nem mesmo da metade das forças.

O irmão que alijou a carga de compromisso que lhe competia, em meio da estrada na qual jornadeias, haverá aguentado, no mais íntimo da própria alma, provas e conflitos, que provavelmente até agora não conseguiste imaginar.

O amigo que se te fez menos estimável, à face do desespero a que se entregou, até que isso acontecesse, terá suportado empeços e sacrifícios, que não pudeste perceber, até hoje em momento algum.

A irmã que desistiu  das obrigações a que se entrosava, até o instante de semelhante deliberação, haverá tolerado angústias das quais é possível jamais tenhas sofrido a mais ligeira mostra do coração.

Abstenhamo-nos de julgar. Nosso ponto de vista, ante os problemas dos outros, na maioria das vezes, pode ser apenas impertinência, descaridade, leviandade, contrição.

Deixa que o amor te enriqueça e te ilumine o espírito de justiça.

Diante daqueles que te pareçam caídos, silencias quando não possas auxiliar. 
Recorda que todos eles são igualmente nossos irmãos. 
E já que não sabemos até quando e até onde conseguiremos assegurar a própria resistência, à frente das tentações, saibamos entregar as dificuldades alheias a Bondade de Deus, cuja misericórdia cuidará delas, tanto quanto cuida e cuidará também das nossas.
************************
Emmanuel  
Chico Xavier




sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Na Luta Diária




É possível que estejas enfrentando provas que os outros desconhecem…
Dúvidas assolam-te o espírito.
A insegurança te ronda os passos.
Ideias pessimistas te povoam a mente.
Lágrimas que não caem, encharcam-te o coração.

Todavia, não te confies aos desespero, exteriorizando as próprias aflições, de modo a impingí-las nos que te cercam.

Não podes culpar o mundo pelas dores que padeces!
Irritação e azedume afastarão de tua presença os companheiros que estimas.
Esforça-te para sorrir e a alegria te acenderá a luz da compreensão dentro da própria alma.

Todos lutamos com o passado na arena do presente.
O que plantamos ontem devemos colher agora.
O resgate de nosso débitos perante a Lei, nem sempre acontece através de doenças ou mutilações físicas.
Não raro, o cadinho invisível da tentação é a força que nos submete ao aperfeiçoamento necessário, consumindo-nos as impurezas em altas temperaturas de luta interior.

Assim, pacifica-te e serve, procurando ser útil àqueles que te esperam a palavra amiga e o gesto de solidariedade.
Procurando esquecer-te, esquecer-te-ás, igualmente, dos problemas que te martirizam.
Ocupa-te do bem e o bem ocupar-te-á todo o ser, devolvendo-te a esperança em dias melhores.

**********************************
Irmão José