quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Espere e verá





Talvez agora se apresentem infrutíferos os seus esforços, as lutas, por causa de dificuldades e mais dificuldades.

E isso seja-lhe fonte de desânimo quanto à vida e ao futuro.

Mas, há valor nos esforços, nas boas intenções.

Das experiências, erros e acertos que deles resultam surgem as alegrias de amanhã.

Sem eles, você não teria condições de desfrutar os benefícios, por falta de entendimento e merecimento.

O que é bom vem a seu tempo.

O bem-estar de amanhã começa nos esforços de hoje.
.........................................
Lourival Lopes
 
 





quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Irascibilidade


A irascibilidade é remanescente dos instintos primários que predominam na natureza animal do ser.

 A pessoa irascível encontra-se sempre armada, aguardando qualquer motivo real ou imaginário para exteriorizar o seu mau humor e agressividade constrangedores.

 Face ao desequilíbrio das emoções, porta-se de maneira equivocada, parecendo vítima das demais criaturas, quando, em realidade, é sempre a responsável pelos incidentes desagradáveis que ocorrem no seu convívio social. 

Torna-se fácil instrumento de Entidades desencarnadas levianas e perversas... 

Cultiva doenças imaginárias, que são resultado das suas reações violentas, que somatiza em intensivos transtornos orgânicos que ainda mais as inquietam. 

Espíritos atormentados que são, tornam-se desafio à paciência daqueles com quem convivem, excruciando as pessoas do seu círculo familiar e social. 

Tem cuidado com as tuas reações emocionais. 

Vigia as nascentes do coração de onde nascem o bem e o mal
proceder, conforme acentua a narração evangélica.

Disciplina os teus impulsos e direciona bem os teus sentimentos,
a fim de que não venhas a tornar-te irado, gerando dificuldades
no meio em que vives.
Concede aos demais o direito de serem conforme o conseguem
e não de acordo com as tuas imposições, nem sempre devidas.

Considera que as tuas dificuldades não são diferentes daquelas
que aturdem outros corações e outros comportamentos.

Não tomes como medida de procedimento para o teu próximo
os teus atos, quase sempre arbitrários e tiranizantes.

Da mesma forma que não te permites dirigir por outrem,
não pretendas impor-te aos outros.
(...)
***************************
Joanna de Ângelis
 






terça-feira, 25 de novembro de 2014

INSUPERÁVEL BRANDURA



Quando você for defrontado por alguém violento, que o agrida verbalmente ou o ameace fisicamente, recorde-se de que ele é muito infeliz.

Todo aquele que não recebeu amor na infância ou foi vítima de insucessos emocionais,
sempre perde o endereço de si mesmo e se torna inimigo dos outros.

Conceda-lhe a graciosa dádiva da bondade que não o torna mais desventurado.

Não há quem resista a um indisfarçável gesto de benevolência.

Surpreendido pela astúcia dos perversos, sempre hábeis na arte de infligir sofrimentos aos outros,
tenha em mente que eles são também impiedosos para consigo mesmos.

A sua desorientação provém de experiências amargas, nas quais sofreram crueldades e abandono.

Proporcione-lhes o ensejo de despertar, dando-lhes compreensão.

Ninguém recusa amor, mesmo que, aparentemente reaja com aspereza,
o que é falta de hábito em recebê-lo.
*********************************************************************
Marco Prisco









segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Alegria de Viver


Agradece sempre, a oferenda existencial, passando as horas de que disponhas com alegria.

No trabalho, sê alegre e gentil;
no lar, sê cortês e jovial;
nos relacionamentos sociais, sê bondoso e fraterno;
no sofrimento, sê resignado e agradecido.

Em toda a situação que a vida te convide para os enfrentamentos da evolução, permanece com alegria.

Nada mais belo do que um coração jubiloso irradiando o sol da alegria espiritual.

Estás no mundo para tornar-te melhor e fazeres que o mundo seja menos triste e mais rico de esperança.

Por menor que seja, faze da tua contribuição um hino de alegria e de respeito pela vida.
************************
Joanna de Ângelis
 







domingo, 23 de novembro de 2014

Confia Sempre...


Não percas a tua fé entre as sombras do mundo.

Ainda que os teus pés estejam sangrando, segue para a frente, erguendo-a por luz celeste, acima de ti mesmo.

Crê e trabalha.

Esforça-te no Bem e espera com paciência.

Tudo passa e tudo se renova na terra, mas o que vem do céu permanecerá.

De todos os infelizes os mais desditosos são os que perderam a confiança em Deus e em si mesmo, porque o maior infortúnio é sofrer a privação da fé e prosseguir vivendo.

Eleva, pois, o teu olhar e caminha.

Luta e serve.

Aprende e adianta-te.

Brilha a alvorada além da noite.

Hoje, é possível que a tempestade te amarfanhe o coração e te atormente o ideal, aguilhoando-te com a aflição ou ameaçando-te com a morte.

Não te esqueças, porém, de que amanhã será outro dia.
......................................................
Meimei
Chico Xavier







sábado, 22 de novembro de 2014

No dia do remorso


(...)

Aprenda a pedir desculpa, a confessar seus erros, a admitir seus equívocos, para que não aninhe remorsos na alma, ou para que o remorso tenha o poder de lhe fazer reerguer e não sucumbir.

Considere que você não é infalível. Dê-se conta de que não é invulnerável.

E, assim, terá tranquilidade em admitir o lado que ainda vibra feio em sua intimidade.

Somente quando se decida a não mais alimentar remorsos, por orgulho ou algo que corresponda a isso, é que você deixará de padecer desnecessariamente.

Confesse, dessa forma, o seu erro, quando ele ocorra, e parta para o acerto, pois todos os que seguem pelos caminhos humanos podem tropeçar, podem tombar, mas que, em nome do auto-respeito, aprendam a recuperar-se, a soerguer-se, a elevar-se para os planos de luz da alma em paz. 
**********************
Joanes



sexta-feira, 21 de novembro de 2014

TESTE DO PROCESSO DESOBSESSIVO



Verifique você:

Se já consegue dispensar aos outros o tratamento que desejaria receber:

se adia a execução das próprias tarefas;

se reconhece que toda criatura humana é imperfeita quanto nós mesmos e que, por isso, não nos será lícito exigir do próximo testemunhos de santidade e grandeza na passarela do mundo;

se guarda fidelidade aos compromissos assumidos;

se cultiva a pontualidade;

se evita contrair débitos;

se orienta a conversação sem perguntas desnecessárias;

se acolhe construtivamente as críticas de que se faz objeto;

se fala auxiliando ou agredindo a quem ouve;

se conserva ressentimentos;

se sabe atrair amigos e alimentar afeições;

se mantém o autocontrole, na vida emotiva, como base da sua dieta mental.

Todos nós, os Espíritos em evolução na Terra, temos a nossa quota de obsessão, em maior ou menor grau.
 
 E todos estamos trabalhando pela própria libertação. 
 
À vista disso, de quando em quando, é sumamente importante façamos um teste de nosso processo desobsessivo, a fim de que cada um de nós observe, em particular, como vai indo o seu.

**********************
André Luiz
Chico Xavier






quinta-feira, 20 de novembro de 2014

TRABALHO, SOLIDARIEDADE E TOLERÂNCIA



O trabalho edifica.
A solidariedade aperfeiçoa.
A tolerância eleva.
*
Trabalhando, melhoramos a nós mesmos.
Solidarizando-nos, enriqueceremos o mundo.
Tolerando-nos, engrandeceremos a vida.
*
Para trabalhar, com êxito, é necessário obedecer a lei.
Para solidarizar-nos, com proveito, é indispensável compreender o Bem e cultivá-lo.
Para tolerar-nos, em sentido construtivo, é imprescindível AMAR.
*
Em vista disso, o Mestre Divino, há quase dois milênios, afirmou para o mundo:

“Meu Pai trabalha, até hoje, e eu trabalho também.
Estarei convosco até o fim dos séculos.
Amai-vos, uns aos outros, como eu vos amei.”

*
Trabalhemos, então, construindo.
Solidarizemo-nos, beneficiando.
Toleremo-nos, amando sempre.
*
Vinculada aos fundamentos divinos, a sublime trilogia de Allan Kardec é plataforma permanente, em nossos círculos doutrinários, constituindo lema substancial que não pode morrer.
**********************
Emmanuel
Chico Xavier






quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Diante das Horas



O homem pode acumular o ouro para negociá-lo quando julgue oportuno, dispõe de meios, a fim de reter as safras de cereais, na expectativa de preços que lhe satisfaçam as conveniências.
*
Entretanto, das riquezas que a Divina Providência lhe empresta, uma existe que ele não consegue armazenar:

É o tesouro dos DIAS.
*
Toda criatura é obrigada a gastar as próprias horas, trocando-as por algo.
*
Há quem as troque por trabalho e cultura, serviço ao próximo e dever cumprido, ociosidade e queixume, irritação e rebeldia.
*
Ao termo de cada existência no Plano Físico, os Administradores das Horas te perguntarão, naturalmente:

“Que fizeste do tempo que o Senhor te confiou?”.
*
Então, compreenderás, por fim, que o tempo é vida.
********************
Emmanuel
Chico Xavier